quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Aspargos Refogados

Querem uma receitinha simples, barata e gostosa para acompanhar seu almoço de domingo?
Então vamos refogar aspargos!

Ingredientes:

- 1 porção de aspargos frescos
- 1/2 xícara de azeite
- sal e pimenta do reino a gosto
- papel alumínio
- churrasqueira ou chapa de metal para fritura

Preparo:

Esses aspargos podem ser feitos tanto numa churrasqueira quanto numa chapa metálica usada para fritar bifes.

Pegue o papel alumínio, estenda numa superfície e dobre os lados para cima, de modo a fazer abas em toda a volta. Você vai precisar disso para não deixar o azeite escorrer.
Coloque os aspargos no centro e tempere com azeite, sal e pimenta. Usando ou não as mãos, tente lambuzar eles por inteiro. Enrole o alumínio em volta de toda a porção de aspargos, deixando-os totalmente embalados e deixe descansar por 15 minutos. Enquanto isso, aqueça a chapa (ou a churrasqueira), sem deixá-la quente demais. Você não irá fritar os aspargos, apenas refogá-lo.
Após os 15 minutos, coloque os aspargos na superfície e vá refogando todos por igual. Para fazer isso, você precisará ficar mexendo e virando eles o tempo todo com um garfo. O tempo de preparo dependerá de como você prefere os aspargos. Se você gosta deles ainda rígidos, fará isso por uns 10 minutos. Se vc prefere eles bem macios, precisará de 15 a 20 minutos.
Provavelmente os mais fininhos ficarão macios logo. Nesse caso, você pode tirar da chapa um a um, quando achar que já está bom.
Sirva na hora, quentinhos, inteiros ou picados, ou deixe-os na geladeira e sirva como uma saladinha. 


*Dica de Saúde*¹

Coma aspargos com frequência, pois eles: 
          - ajudam no emagrecimento
          - regulam o funcionamento do sistema nervoso
          - previne a osteoporose
          - combate infecções e males do aparelho respiratório

Mas atenção! Não consuma mais do que 200 gramas por dias, pois os aspargos ajudam na produção de ácido úrico, que causa gota e pedra nos rins.

¹Fonte: Novo Guia de Nutrição. Lúcia Helena Oliveira, Fábio de Oliveira (Ed.). São Paulo: Ed. Abril, 2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Outras postagens que você pode gostar:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...